35º Capítulo Geral Ordinário - CGO - 2019

35º Capítulo Geral Ordinário - CGO - 2019

21 de julho - Domingo
10 Luglio 2019 - Di 3C



Peregrinação a cidade de Assis.

Depois de uma semana de trabalhos dos capitulares, precisávamos de uma pausa: também Deus “no sétimo repousou de toda obra que fizera" (Gn 2: 2).

O secretário geral - Pe. Giuseppe Moni - organizou, como previsto no cronograma, uma peregrinação a cidade de Assis. Saída às 6h30. Durante a viagem de ônibus de cerca de duas horas, cruzamos várias vezes o rio Tevere, que flui em direção a Roma; passamos pela cidade de Narni, onde S. Giuseppe Calasanzio elaborou as regras de sua ordem, Todi, uma cidade do poeta e beato Jacopone da Todi e sua apaixonada devoção ao Jesus crucificado (que nos deu entre outras orações o Stabat Mater), bem como o famoso Santuário Bramantesco e plano central de Sta. Maria della Consolazione; o santuário do Amor Misericordioso, que nos lembra o famoso e bem sucedido encontro de leigos Cavanis italianos em 2009.

Em Assis estacionamos perto da igreja e do convento pequenino de San Damiano, onde Francesco começou a restaurar a igreja de Deus com pedras, como um edifício, antes de se comprometer a restaurar a Igreja Universal com o espírito evangélico. Juntos celebramos a Eucaristia Dominical rezando por toda a Congregação, idosos e jovens, seminaristas e noviços, sacerdotes e leigos, de todos os países e por todos e todos aqueles que nos foram confiados, tanto pequenos como grandes. E pelo Papa Francisco, que escolheu este nome para si mesmo, para seguir o exemplo de Francisco de Assis. Fizemos também a seu pedido, como nos escrevera em seu longo telegrama, assinado pelo cardeal Parolin.

Para o Instituto, rezamos, por sugestão do presidente da celebração, para preservar as virtudes da pobreza e da humildade, tão amadas por Francisco e pelos nossos Fundadores.

Depois da Missa, um padre Franciscano OFM nos acompanhou para uma visita guiada a igreja e o convento, deixando-nos também uma bela mensagem franciscana, válida também para todos nós. Depois percorremos livremente esses ambientes, eu diria com ternura. Mais tarde, nos altos e baixos da cidade medieval, nós veneramos Santa Clara em sua basílica (a missa dominical em progresso nos impediu um pouco disso), e São Francisco em sua impressionante e esplêndida basílica de três andares, rezando por longo tempo junto a seu túmulo esculpido em pedra.

Apreciamos o ciclo Giottesque (absolutamente esplêndido) das cenas da vida de São Francisco, o retrato provavelmente autêntico de Cimabue, com o pequeno Francisco perto de uma grande cena de Maria sentada em um trono; e ainda o encantador retrato de S. Chiara de Simone Martini. Lanche para o almoço. Então cada um visitou outros lugares, monumentos e igrejas: catedral de S. Rufino, igreja de Sta. Maria Maggiore, igreja de S. Maria sopra Minerva; depois todos fomos juntos a Porziuncola, em S. Maria degli Angeli.

Enfim, retornamos para casa, atravessando o Val Tiberina e dando a volta no Monte Soratte, ao mesmo tempo recitando o rosário em vários idiomas. Amanhã retomaremos o trabalho, desta vez em grupos de trabalho.


Pellegrinaggio ad Assisi Pellegrinaggio ad Assisi






Scrivi il tuo commento...