Casa da Criança e do Adolescente Pe. Marcelo Quilici: 25 anos de história

Casa da Criança e do Adolescente Pe. Marcelo Quilici: 25 anos de história

Hoje a Casa atende cerca de trezentas crianças, adolescentes e jovens com alta qualidade, prezando pelo Carisma, Espiritualidade e Pedagogia da Congregação.


17 Febbraio 2020 alle 06h00 | 0 Invia il tuo commento!
Di Padre Edemar de Souza - Provincial


No detalhe atividade recreativa com crianças na quadra esportiva da Casa da Criança e do Adolescente Pe. Marcelo Quilici.

BOA SEMANA, CAVANIS! Nº 07 – 2020
Dia 16 – Celebração em Ação de Graças pelos 25 anos da Casa da Criança e do Adolescente Pe. Marcelo Quilici de Castro, PR 
Dia 17 – Os Sete Santos Fundadores dos Servitas 
Dia 22 – Cátedra de São Padro, Apóstolo

Caros confrades, Leigos e Amigos Cavanis!

Chegamos à metade do mês de fevereiro, lembrando que estamos no ano Bissexto, o mês será com 29 dias. Nossos seminários, paróquias, obras sociais e educacionais já estão todos funcionando normalmente e pedimos a Deus a graça de um ano muito abençoado, colocando em práticas nossas orientações pós capitulares e o desejo der sermos “todos irmãos” (Mt 23,8).

Neste domingo, dia 16 de fevereiro, de maneira muito especial, a Casa da Criança e do Adolescente Pe. Marcelo Quilici de Castro comemora 25 anos de história, seu Jubileu de Prata. A casa nasceu nas dependências da Paróquia São Judas Tadeu, sonho de algumas catequistas que viam tantas crianças carentes em torno da Paróquia pedindo alimento. Pe. Piero Fietta, pároco, juntamente com a Família Quilici (Casemiro, Lisa e Alessandra): irmão, cunhada e sobrinha do Pe. Marcelo Quilici, que também foi pároco desta Paróquia, após sua morte em 1992, apoiaram esta obra que trouxe o nome: “Casa da criança e do Adolescente Pe. Marcelo Quilici”. Homenagem ao Pe. Marcelo Quilici e gratidão a toda a família Quilici.

No entanto, a pequena semente plantada cresceu, deu fruto e precisou de uma nova sede, ficando na divisa da Vila Santa Cruz e a Vila Rosária. Foi construída com ajuda da Congregação, do poder publico municipal de Castro e de tantos benfeitores. Hoje a casa atende quase trezentas crianças, adolescentes e jovens com alta qualidade, prezando pelo Carisma, Espiritualidade e Pedagogia da Congregação. Parabenizamos a Congregação, todos seus Diretores Executivos, coordenações, funcionários e colaboradores, diretorias, benfeitores, assistidos da casa e tantas pessoas que doaram sua vida por esta obra de caridade. Na pessoa do Pe. Franco Allen Somensi, Diretor Executivo atual, parabenizamos todos os que fazem parte do quadro atual da casa; na pessoa do Pe. Piero Fieta, primeiro Diretor e Pároco, agradecemos pela iniciativa e pelo apoio de sempre a estas e as demais obras da Congregação.

A liturgia da Palavra deste domingo, especialmente a primeira leitura, recorda a liberdade do ser humano na condução da sua vida e, ao mesmo tempo, alerta para a responsabilidade que cada um tem ao fazer suas opções. O ser humano é livre para escolher entre a vida e a morte, o bem e o mal, a agua e o fogo. No entanto, é sensato que escolha o bem, sinônimo de vida e proteção de Deus. As escolhas trazem consequências e estas exigem, portanto, responsabilidade. É importante traçar a vida segundo a sabedoria de Deus, desconhecida aos poderosos deste mundo, mas acessível aos que se deixam conduzir pelo Espírito Santo.

Jesus, no evangelho, se apresenta como expressão máxima do agir segundo a sabedoria de Deus: é preciso ir além do que determina a lei. Com exemplos claros e concretos, Jesus mostra que, diante da oferta do amor de Deus, prender-se literalmente aos preceitos da lei é muito pouco. O cristão que se deixa conduzir pela sabedoria de Deus pode e deve fazer muito mais. Prender-se ao legalismo dos fariseus é ignorar a força vivificante do Espírito Santo doada gratuitamente a quem não se deixa seduzir pela sabedoria deste mundo.

O Apóstolo Paulo assim nos escreve: “Foi para a liberdade que Cristo nos libertou”. Não existe riqueza maior na vida do um ser humano do que a liberdade. Ela confirma a nossa dignidade de sermos criados “a imagem e semelhança de Deus”. Porém, mesmo resgatados por Cristo, carregamos a inclinação para o pecado, para a escravidão e para o sofrimento. Julgamos, adulteramos, juramos falsos. Jesus nos diz: “Seja o vosso sim, sim; e o vosso não, não. Tudo que for além disso vem do maligno” ( Mt 5,37). Não é fácil ser verdadeiro e assumir a consequências da verdade. Somente uma pessoa madura, equilibrada e que possui uma verdadeira identidade é capaz de ser ela mesma, aceitar seus limites e viver com autenticidade. Esta identidade é fruto de uma vida espiritual autentica e sincera. Uma vida no Espírito, uma vida em Deus. Não tenhamos medo da verdade.

  COMUNICADOS:

  • Nesta semana, dias 17 a 21 de fevereiro, acontece a reunião do Governo Geral em Roma. Colocamos em nossas orações para que todas decisões tomadas sejam da vontade de Deus e para o bem e crescimento da nossa Congregação.
  • Nesta segunda-feira, dia 17 de fevereiro, nossos religiosos de Filosofia, dão inicio ao ano letivo. Colocamos em nossas orações.
  • Rezamos pelos confrades e familiares idosos, enfermos e aqueles que se recuperam da saúde.

Finalizo a “Boa Semana, Cavanis!”, desejando a todos, religiosos e leigos, uma semana muito abençoada, por intercessão da Mãe das Escolas de Caridade, dos Veneráveis Fundadores, Pe. Antônio e Pe. Marcos Cavanis.

Pe. Edemar de Souza - Provincial






Scrivi il tuo commento...